Serviços

Serviços

Planos de Segurança da Água (PSA)

Os Planos de Segurança da Água são uma metodologia recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) desde 2004 para garantir uma água segura.

A norma EN 15975-2: 2013 veio reforçar a importância desta metodologia, e alargar o âmbito à integridade do sistema, ou seja, não garantir apenas os objetivos de qualidade da água mas também de quantidade, continuidade e pressão adequada.

O Decreto-Lei n.º 152/2017, de 7 de dezembro, entrou em vigor no dia 1 de janeiro de 2018 e veio alterar o Decreto-Lei n.º 306/2007, de 27 de agosto, e transpor para ordem jurídica a Diretiva (UE) n.º 2015/1787 e a Diretiva n.º 2013/51/EURATOM (relativo às substâncias radioativas). Esta alteração vem introduzir que “as entidades gestoras devem implementar progressivamente uma abordagem de avaliação e gestão do risco, garantindo uma água segura em todas as zonas de abastecimento ou pontos de entrega”. Sendo que “esta abordagem de gestão do risco deve basear-se nos princípios de normas europeias e internacionais, designadamente a norma EN 15975-2, ou na adaptação da estrutura dos planos de segurança da água da abordagem promovida pela Organização Mundial de Saúde”.

Os PSA têm como base a avaliação e a gestão de risco ao longo de todo o sistema, desde o ponto de captação até ao consumidor. Desta forma é possível identificar e antecipar quaisquer problemas que possam existir e implementar medidas para evitar que ocorram. Vem dar orientações em como detetar atempadamente situações de desvio ao normal funcionamento do sistema e atuar rapidamente para nunca comprometer a segurança do mesmo.

Serviços que prestamos nesta área:

  • Assessoria técnica no desenvolvimento do PSA – com duração entre 9 a 12 meses.
  • Assessoria técnica na implementação do PSA – duração dependente das necessidades do cliente.
  • Auditoria ao PSA – com duração entre 3 a 5 dias dependendo da dimensão da entidade.
  • Formação em PSA – com duração de 1 ou 3 dias.

Planeamento da Segurança do Saneamento (PSS)

O Planeamento da Segurança do Saneamento é uma metodologia recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para ajudar quem gere sistemas de saneamento a minimizar os riscos, a maximizar os benefícios para a saúde e a proteger o meio ambiente, nomeadamente origens de água para abastecimento.

Prevenir a contaminação por exposição direta ou indireta a águas residuais, dejetos humanos ou lamas exige uma gestão segura, com base numa avaliação do risco, em toda a cadeia de saneamento. Envolve múltiplas partes interessadas e grupos expostos na recolha, transporte, tratamento, eliminação e utilização de subprodutos de saneamento, o que torna a sua implementação um grande desafio.

À medida que aumentam os problemas de disponibilidade de água, a reutilização de águas residuais torna-se cada vez mais uma realidade, mas é necessário fazê-la em segurança. Naturalmente, as preocupações com a saúde constituem um grande desafio para estas abordagens, assim como obter a confiança do público em geral.

Serviços que prestamos nesta área:

  • Assessoria técnica – duração dependente das necessidades do cliente.
  • Formação em PSS – com duração de 1 dia.

Gestão Patrimonial de Infraestruturas (GPI)

Os sistemas de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais são constituídos por infraestruturas que têm uma vida útil e que no contexto nacional, estão em média muito envelhecidas. Portanto é preciso uma adequada gestão das infraestruturas existentes para assegurar a sustentabilidade económica e financeira dos serviços a médio e longo prazo, e garantir os níveis de serviço adequados ao longo de toda a sua vida útil.

Serviços que prestamos nesta área:

  • Assessoria técnica – duração dependente das necessidades do cliente.

Plano de Comunicação para Situações relacionadas com a Qualidade da Água para Consumo Humano

Com a revisão da legislação nacional, desde 1 de janeiro de 2019 que todas as entidades gestoras de sistemas de abastecimento de água devem ter um plano de comunicação para situações de emergência relacionadas com a qualidade da água destinada ao consumo humano (n.º 8 do artigo 8.º do Decreto-Lei n.º 306/2007, de 27 de agosto, com a redação dada pelo Decreto-Lei n.º 152/2017, de 7 de dezembro).

Serviços que prestamos nesta área:

  • Assessoria técnica na elaboração do plano de comunicação para situações de emergência relacionadas com a qualidade da água destinada ao consumo humano.
CMMartinho Consulting

Trabalhamos para uma água e um saneamento seguro.
Com experiência consolidada queremos contribuir para que no presente e no futuro tenhamos todos acesso a água e saneamento seguro. Mais >>

CRISTINA MARTINHO – Fundadora

Desde 2001 que trabalha no setor da água e saneamento. É especialista em avaliação e gestão de risco em sistemas de abastecimento de água e em sistemas de saneamento. Mais >>

Follow us